'Brasil espera uma posição clara do governo federal', diz governadora do RN sobre vacinação contra a Covid-19

Por Apodi Agora - dezembro 08, 2020

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), cobrou nesta terça-feira (8) uma "posição clara do governo federal" sobre a vacinação contra a Covid-19. Na entrada para a reunião entre governadores e o Ministério da Saúde, que acontece em Brasília, a governadora afirmou que "cabe ao governo federal, sim, coordenar toda essa estratégia a nível nacional".

"A presença aqui do Fórum dos Governadores em mais um encontro com o ministro da Saúde traduz exatamente a compreensão que os governadores têm que cabe ao governo federal coordenar essa estratégia nacional do programa nacional de imunização, é disso que se trata a nossa audiência aqui hoje. Sem evidentemente prejuízo de outras iniciativas, como por exemplo, São Paulo, Instituto Butantan. Todas as iniciativas são válidas, são bem-vindas", disse Fátima.

O governo do Rio Grande do Norte confirmou, nesta terça (8), que o estado discute com o governo de São Paulo a aquisição de doses da Coronavac. Em suas redes sociais, Fátima também confirmou que teve uma reunião em formato virtual com João Dória e deve se reunir com o presidente do Instituto Butantan. Ao menos nove estado já teriam demonstrado interesse no imunizante.

A vacina ainda está na terceira fase de teste, em que a eficácia precisa ser comprovada antes de ser liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Mesmo diante das negociações em busca de alternativas, a governadora atribuiu ao governo federal a responsabilidade por um calendário de vacinação, para quando houver uma vacina aprovada. "Nós precisamos de calendário, de data. Nós precisamos desse programa definido, as etapas. Eu sou uma das que defende que tem que incluir no grupo de prioridades os professores, os profissionais da educação", declarou.

"O que cabe aos estados, os estados vêm fazendo, que preparar a logística do ponto de vista da distribuição. Nós já temos nos nossos estados esses planos estaduais que diz respeito a distribuição dessas vacinas. A parte que cabe ao governo federal, que é exatamente a produção das vacinas, isso que precisa ser definido com agilidade e com celeridade. Essa é a nossa expectativa", pontuou a governadora.


Fonte: G1/RN

  • Compartilhar

0 comentários

Rádio Cidade FM 87.9

Rádio Cidade FM 87.9
Clique na imagem