Clique aqui

setembro 25, 2021

Senador Jean (PT-RN) trabalha junto ao Ministério da Infraestrutura pela construção de anel viário em Pau dos Ferros

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
O Senador Jean (PT-RN) enviou um ofício ao Ministério da Infraestrutura solicitando a construção de um anel viário em Pau dos Ferros, no Alto Oeste potiguar. A intervenção viária é um pleito dos vereadores do município, que pediram a ajuda do senador para viabilizar a obra.

Pau dos Ferros é uma cidade polo da região e recebe diariamente o tráfego de veículos de transporte provenientes de 36 municípios próximos. A principal preocupação dos vereadores é com os carros que transportam cargas pesadas, que acabam circulando pelos bairros da cidade e gerando trânsito e acidentes. 

O intenso tráfego se dá porque passam por Pau dos Ferros as BRs 405 e 226. A intenção da construção do anel viário é a de fazer com que os veículos pesados façam o contorno no município, sem que precisem trafegar pelo meio da cidade e seguindo pelas rodovias federais.

O Senador Jean enviou um ofício ao Ministério da Infraestrutura com o pedido, reforçando que a intervenção é necessária e urgente para garantir segurança à população de Pau dos Ferros e dos demais usuários dos municípios vizinhos que trafegam por lá, além de facilitar a mobilidade de todos os usuários dessas vias.

“Uma obra importante para todo o Alto Oeste. Fizemos esse pedido ao ministério e seguiremos cobrando para que o anel viário seja construído o mais rápido possível”, declarou Jean.

O pedido enviado ao senador foi assinado pelos 11 vereadores de Pau dos Ferros.

setembro 25, 2021

Homem assassina ex-mulher, a própria filha, outras 3 pessoas da mesma família e se mata no interior do RN

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
Arma encontrada junto com autor de crime que vitimou seis pessoas no interior do RN — Foto: Cedida

Um homem matou a ex-companheira, a própria filha do casal, que tinha 7 anos de idade, além dos ex-sogros e uma tia dele, na madrugada deste sábado (25).

O caso aconteceu em Passa e Fica, na região Agreste potiguar. Um sobrinho da ex-companheira do assassino também foi baleado e socorrido ao hospital com vida.

As informações foram confirmadas pelo 8º Batalhão da Polícia Militar, que começou uma busca pelo autor dos crimes, mas já encontrou o suspeito morto. Segundo a PM, ele tirou a própria vida.

O crime aconteceu por volta das 4h na localidade conhecida como Lagoa do Venâncio, no sítio Fernando da Pista. O autor foi identificado como William de Lima Silva, de 33 anos.

As vítimas que morreram foram identificadas pela PM como:
Maria da Luz Henrique de Lima, ex-companheira
Maria Clara de Lima e Silva, 7 anos, filha
Maria do Livramento Henrique de Lima, ex-sogra
Francisco Batista de Lima, ex-sogro
Tia do homem, ainda não identificada oficialmente, apelidada de "Verinha"

Segundo a Polícia Militar, o homem chegou a uma casa onde estavam as quatro primeiras vítimas, armado com uma arma de fogo e uma foice.

Após matar todos no local, inclusive a filha de 7 anos de idade, ele deixou a casa e foi a outro imóvel, onde assassinou a tia dele e baleou um sobrinho da ex-companheira.

A polícia foi acionada e começou uma busca pelo suspeito em uma área de mata, mas ele já foi encontrado sem vida, próximo a uma casa em construção.

Ainda de acordo com a PM, o homem deixou um caderno com mensagens escritas, em que tenta justificar a tragédia. No entanto, o conteúdo não foi divulgado até a publicação desta matéria.

Fonte: G1/RN

setembro 23, 2021

“O povo não perdeu a esperança é quer Lula de novo”, diz Senador Jean sobre pesquisa.

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
O Senador Jean (PT-RN) comentou nesta quinta-feira (23) a pesquisa Ipec que mostra o cenário atual do Brasil na corrida presidencial. O levantamento aponta para a liderança do ex-presidente Lula nas intenções de voto. Ele está à frente com mais de 20 pontos de diferença para o segundo colocado.

“O povo não perdeu a esperança e quer Lula de novo na presidência. Estamos ao lado do presidente Lula em um projeto para devolver a comida para o prato do povo, por mais emprego e renda e por vida digna a todos os brasileiros e brasileiras”, declarou Jean. 

A pesquisa Ipec projetou diferentes cenários para as eleições de 2022 e em todos eles o ex-presidente Lula aparece com mais de 20 pontos percentuais de diferença para o segundo colocado. Em uma das projeções, Luiz Inácio Lula da Silva está no limite da margem de erro para vencer o pleito no primeiro turno. 

Também em todos os cenários apontados pela pesquisa Lula aprece com mais pontos do que a soma dos demais candidatos. “O povo cansou de sofrer nas mãos desse governo que chegou a Brasília, mas não perdeu as esperanças de um Brasil com mais oportunidades e mais justo”, argumentou o Senador Jean.

setembro 22, 2021

Zenaide anuncia voto contra proposta que obriga trabalhadores a pagar perícias em ações contra o INSS

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
A senadora Zenaide Maia (PROS) anunciou voto contrário ao Projeto de Lei 3.914/20, que bota na conta do trabalhador o pagamento dos honorários periciais nas ações contra o INSS.

“Propor uma coisa dessa quando a gente tem quase 15 milhões de desempregados, 33 milhões na informalidade, mais de 30 milhões de pessoas subutilizadas, recebendo menos que um salário mínimo! É esse povo que, se recorrer à justiça, vai ter que pagar a perícia? De onde eles vão tirar? Não tem de onde tirar! Não me peçam para botar a minha digital em algo tão cruel e tão indigno!”, desabafou a parlamentar, na sessão do Senado que debateu o PL, nesta segunda-feira (20). O projeto foi aprovado pela Câmara e, agora, tem de passar pelo crivo dos senadores.

Zenaide defendeu que o Senado rejeite o PL 3914 e que o governo edite uma Medida Provisória para prorrogar, até o fim do ano, os efeitos da Lei 13.876/19, que estabelece que é o governo quem deve pagar os honorários periciais em ações nas quais o INSS figure parte e que tramitam na Justiça Federal. “A Medida Provisória, sim, pode resolver até dezembro de 2021, enquanto se busca uma solução definitiva!”, finalizou a senadora potiguar.

setembro 20, 2021

Justiça do trabalho determina reintegração de aposentada demitida pela Prefeitura Municipal de Apodi

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
Prefeitura Municipal de Apodi. FOTO: Josemário Alves

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais de Apodi (Sintrapma) obteve na 3ª Vara do Trabalho de Mossoró/RN uma sentença que determina a reintegração da professora aposentada MARIA DA CONCEICAO GOIS OLIVEIRA, que foi demitida pela Prefeitura de Apodi.

Na sentença do dia 13 de setembro , a juíza Janaina Vasco Fernandes  determinou que o município, além de reintegrar a servidora, deverá ressarci-la com os salários vencidos e não pagos. 

De acordo com a ação, caso a Secretaria de Administração não cumpra com a decisão de reintegração, a pasta poderá responder pelo crime de prevaricação e multa diária de 100,00.  A ação está  no Processo Nº ATOrd-0049500-45.2007.5.21.0013.

Com Informações: www.outroponto.com.br / www.sintrapma.org.br

setembro 19, 2021

Garotas de programa relatam crise na prostituição em Natal : “Os homens estão lisos”

2 comentários | Deixe seu comentário.
Imagem ilustrativa 

Neste fim de semana, algumas garotas de programas relataram por meio de mensagens que a crise financeira, enfrentada  em Natal, chegou no mercado de prostituição.

Segundo elas, “antes da crise dava para faturar bem, chegando a ganhar R$ 300 por dois programas. Mas agora, se ganharmos R$ 100 em um dia é lucro”, disse uma delas.

Contudo, a crise veio – e com ela a falta de dinheiro que acarretou na baixíssima procura por serviços sexuais.

Fonte: RN na Mídia.

setembro 17, 2021

Senado pode instalar na próxima semana Comissão para averiguar causas e efeitos da crise hídrica

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
O presidente do Senado, Senador Rodrigo Pacheco, fez na quinta-feira (16) a leitura da composição da Comissão Temporária Externa para fiscalizar as medidas emergenciais a serem adotadas pelo Governo Federal para enfrentar a escassez hídrica e garantir o suprimento energético do país. A Comissão foi uma iniciativa do Líder da Minoria, Senador Jean (PT-RN), e será composta por 11 parlamentares.

O Senado Federal quer averiguar como, depois de vinte anos, o país chegou novamente às portas de um apagão. A Comissão de senadores vai acompanhar a atuação da Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética e propor soluções que garantam a segurança energética e tarifas mais justas para todos os consumidores brasileiros.

“O Senado é a casa dos estados e tem a obrigação de acompanhar de perto as medidas a serem tomadas pelo governo. Temos, nitidamente, um problema de gestão no sistema nacional de geração de energia elétrica. As restrições ao uso das águas dos nossos reservatórios têm impactos no abastecimento público, na agricultura, na indústria, na mineração, na pesca e até no turismo”, afirma o Líder da Minoria, Senador Jean.

A Câmara do Governo Federal foi criada pela Medida Provisória 1.055 para estabelecer ações emergenciais de otimização dos recursos hidroenergéticos, com o enfrentamento da escassez de água e a garantia do suprimento de energia elétrica.

“Nós vamos verificar se o governo deliberadamente deixou as hidrelétricas baixarem ao ponto que ficou muito caro acionar as outras alternativas ou se simplesmente negligenciou, não sabia o que estava fazendo”, explica Jean. “A energia e a economia estão juntas. O sangue da economia é a energia”.

Para o Senador, a falta de chuvas e o baixo nível dos reservatórios apesar de ter se acentuado nos últimos meses, era um problema que já se desenhava há anos.

“A negligência do governo resultou no reconhecimento tardio em detectar e debelar uma crise hídrica em nosso país. Enquanto os reservatórios secavam, o Governo Federal só se preocupava em privatizar a Eletrobrás a qualquer custo”, avalia Jean.

Crise tem impactos previstos na economia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) já autorizou o aumento da tarifa da chamada “bandeira vermelha 2” em 52%, o que representará um impacto médio estimado de 5% na conta de luz e de 0,2% na inflação.

Nos últimos 20 anos, a capacidade instalada de geração energética cresceu, mas houve uma redução da participação das hidrelétricas na matriz elétrica brasileira. Em 2001, essas usinas compunham 83,3% da matriz. Em junho de 2021, esse número encolheu para 64,9%, conforme dados do Operador Nacional do Sistema.

A menor fatia das hidrelétricas é devido ao crescimento de outras fontes. A geração térmica é responsável hoje por 21,3% da energia gerada no país. Fontes renováveis, como as usinas eólicas, correspondem a 10,6%, e também tiveram um crescimento de participação na matriz elétrica nacional.