Clique aqui

fevereiro 12, 2021

Senador Jean alerta: sem respostas de Pazuello, a CPI é urgente

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
O líder da minoria no Senado, Senador Jean Paul Prates (PT-RN), criticou a falta de respostas do ministro da saúde, Eduardo Pazuello, às perguntas dos parlamentares. Pazuello participou, nesta quinta, 11, de uma audiência pública do Senado.

“Espertamente, o ministro aproveitou-se das regras adotadas para a audiência que não permitiram aos senadores cobrar as respostas. Mas acho que seria bom lembrar ao Ministro que foi apresentado a esta Casa Requerimento de autoria do senador Randolfe para abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Numa CPI podemos ter as respostas que não estão sendo dadas aqui”, afirmou.

O parlamentar recriminou ainda as recomendações da pasta e do presidente Bolsonaro em relação ao uso da cloroquina e da ivermectina. Jean Paul lembrou que essa posição foi replicada de forma irresponsável por prefeitos em todo o país e já começaram a surgir relatos de pacientes que usaram essas drogas e tiveram danos irreversíveis ao fígado. “O que falta para o Ministério da Saúde mudar a orientação sobre a aplicação desses medicamentos. O que falta para o Governo Bolsonaro parar de oferecer um tratamento falso ao Brasil? O Ministro tem que saber que a cada omissão diante dos questionamentos desta Casa aumenta a urgência para que os parlamentares empreguem a ferramenta da CPI para exigir as respostas necessárias”, advertiu o líder da minoria.

“O ministro comparece ao Senado para informar que está tudo bem no planejamento do governo. Indica que tudo foi feito como previsto, e age com a naturalidade distópica que marca a Gestão Bolsonaro. Em algum momento será traçada uma linha da responsabilidade do que está acontecendo no Brasil na gestão desta pandemia! Alguém vai ter que responder por todas essas mortes!”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário