Gambá causa pane por alguns segundos na rede elétrica do HRTM

Por Apodi Agora - março 01, 2020


O timbu entrou na tubulação da rede elétrica, tendo sofrido um choque no painel, morrendo queimado e ocasionando a queda de energia por alguns segundos no Hospital Regional Tarcísio Maia

Um gambá/timbu fez o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) ficar sem energia elétrica por um período inferior a 1 minuto, no início da noite deste sábado, 29, quando acontecia uma forte chuva em Mossoró/RN, gerando uma série de notícias falsas nas redes sociais.

A mensagem falsa que circulou nas redes sociais e em alguns blogs dizia que as cirurgias estavam sendo concluídas com a lanterninha de celular e que as máquinas que segura a respiração dos pacientes da UTI estavam se desligando, causando pânico nos familiares.

Diante da gravidade anunciada e o pânico das pessoas que tem parentes internados na unidade, o MOSSORÓ HOJE esteve no HRTM para apurar os fatos, constatando que se tratava apenas de um processo normal de manutenção da rede elétrica que teve problemas devido ao gambá.

“Tivemos sim falta de energia e o gerador funcionou normalmente. Ao voltar energia, o gerador não desligou automaticamente como ocorre e ao desligar manualmente, tivemos por segundos, falta de energia na unidade”, informa a direção mostrando o motivo.

Segundo a diretora geral Herbenia Ferreira, o fato foi gerado pela entrada de um gambá/timbú na base do quadro elétrico, o que impediu a alimentação de todas as fases, ocasionando a queda de energia, fazendo o gerador disparar imediatamente.

Quando o gambá foi encontrado, retirado e o painel limpo, o sistema do HRTM passou a ter como receber energia da rede elétrica da Cosern. No entanto, o gerador não desligou automaticamente como acontece. Foi preciso fazer este processo manual, o que demora alguns segundos.

Neste processo de desligar o gerador e ligar o sistema a rede elétrica da COSERN, o HRTM ficou alguns segundos sem energia, momento que aproveitaram para tirar fotos e enviar as redes sociais com a mensagem espalhando pânico nos familiares dos pacientes internados.

“Foi um problema de ordem técnica, que foi prontamente enfrentado e solucionado, que ganhou esta repercussão, que, a meu ver, visa tão somente cultuar a narrativa de desconstrução dos serviços públicos de saúde”, diz Herbênia Ferreira.

Fonte: Mossoró Hoje

  • Compartilhar

0 comentários

Rádio Cidade FM 87.9

Rádio Cidade FM 87.9
Clique na imagem