agosto 05, 2022

Zenaide critica regras trabalhistas para situações de calamidade

Nenhum comentário | Deixe seu comentário.
Waldemir Barreto/Agência Senado

Em pronunciamento nesta quarta-feira (3), a senadora Zenaide Maia (Pros-RN) disse que o Senado deveria discutir a situação de mais de 36 milhões de pessoas que passam fome no Brasil, além de mais da metade da população que sofre com insegurança alimentar, “que é aquele que se alimenta uma vez ou duas vezes por dia”.

Zenaide criticou a medida provisória que define regras trabalhistas alternativas em situações de calamidade pública. A MP 1.109/2022 foi aprovada e seguiu para promulgação.

— Eu tenho certeza de que não é porque o governo está preocupado com aquelas pessoas que sofem devido a excesso de chuvas, a alterações climáticas grandes — afirmou.

Para Zenaide, a MP prejudica justamente quem ganha até dois salários mínimos, “que é quem mora nas encostas”. De acordo com ela, é absurdo que esses trabalhadores tenham que discutir individualmente com o patrão e aceitar a redução do horário de trabalho e do seu salário, ou então aceitar a suspensão do seu contrato de trabalho por 90 dias.

A senadora acusou o governo de não apresentar nenhuma proposta de geração de emprego e renda e afirmou que o país precisa de investimento estatal e infraestrutura para sair da crise econômica.
Fonte: Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário