março 31, 2022

No RN, Bolsonaro torna a atacar voto eletrônico e ameaça Judiciário

Um comentário | Deixe seu comentário.
Bolsonaro: “A missão não é fácil. A satisfação de ser o chefe do Executivo, impedindo que ‘alguém vermelho’ estivesse no meu lugar, não tem preço”. Foto: José Aldenir

Em evento, nesta quarta-feira 30, em Parnamirim, na Grande Natal, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a fazer ameaças contra o Judiciário e a colocar em dúvida a integridade do sistema eleitoral brasileiro durante seu discurso. “Podem ter certeza que, por ocasião das eleições de 2022, os votos serão contados no Brasil. Não serão dois ou três que decidirão como serão contados esses votos. Nós defendemos a democracia, defendemos a liberdade, e tudo faremos, até com sacrifício da própria vida, para que esses direitos sejam de fato relevantes e cumpridos em nosso país”, disse Bolsonaro em referência aos ministros Roberto Barroso, ex-presidente do TSE, Edson Fachin, atual ocupante do cargo, e o ministro Alexandre de Moraes, que irá presidir a Corte durante as eleições de outubro.

O presidente ainda fez duras críticas à governadora norte-rio-grandense Fátima Bezerra (PT) e outros gestores pela condução da pandemia. “2020, lamentavelmente tivemos a pandemia. Vocês não podem se esquecer o que passaram ao longo desses dois anos com a pandemia, não só levando-se em conta os parentes e amigos que perderam, mas também a ação de muitos governadores e governadoras”, disse, alfinetando a governadora do RN Fátima Bezerra, uma vez que é a única mulher a comandar um estado no Brasil.

E continuou: “Pessoas que obrigaram o povo a ficar em casa sem medir consequências, sem levar em conta que grande parte da população brasileira vive da informalidade”. Bolsonaro relatou ainda que, neste ano, as eleições não serão definidas por “esquerda ou direita”, mas sim, pelo “bem e o mal”. “E o bem sempre venceu. Dessa vez, não será diferente. O bem vencerá. O bem está ao lado da maioria da população brasileira. O bem nos faz pensar no próximo e em um país melhor para todos”.

Ele ainda alfinetou o PT ao falar sobre o último pleito. “A missão não é fácil, mas sabemos que juntos iremos cumpri-la. A satisfação de ser o chefe do Executivo, impedindo que ‘alguém vermelho’ estivesse no meu lugar, não tem preço. Acabou o tempo da demagogia, mentira e corrupção. Agora é o tempo da liberdade de religião, de livre mercado e de agradecer ao nosso Deus por esse país maravilhoso”.

Antes de discursar sobre democracia, o presidente abordou o assunto da liberação das armas. “Temos um dos presidentes mais democráticos da história do Brasil, um presidente que deu direito a seu povo a ter posse de arma de novo, chega de só ‘bandido’ estar armado. O povo armado jamais será escravizado”, afirmou.

Evento marca últimas participações de Rogério Marinho como ministro
O presidente Jair Bolsonaro chegou ao Rio Grande do Norte na manhã desta quarta-feira 30. Ele participou da inauguração de uma estação de trem em Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, evento que marcou as últimas participações de Rogério Marinho, como ministro do Desenvolvimento Regional, isto porque como pré-candidato ao Senado Federal pelo Rio Grande do Norte, ele terá que deixar a pasta até sexta-feira 1º.

Por volta das 9 horas, o chefe do executivo pousou na Base Aérea da cidade, onde já estava aguardando a chegada de uma comitiva. Ele seguiu para o evento em uma “motociata”. Sobre um cavalo, o presidente chegou ao local da solenidade por volta das 09h30. Ministros, deputados federais e demais autoridades acompanharam Bolsonaro também montados em cavalos.

Rogério Marinho destacou as diversas obras realizadas pelo governo federal, através do Ministério do Desenvolvimento Regional. Na ocasião, evidenciou a inauguração da Estação Cajupiranga, que é parte da Linha Branca e integra o Trecho I, que vai atender o perímetro urbano de Parnamirim, com 3,4 quilômetros de via férrea. O investimento nesta etapa foi de R$ 17,5 milhões. O primeiro ponto de parada da linha férrea, a Estação Boa Esperança, foi inaugurada em fevereiro “A vantagem do trem em relação a outros meios de transporte público é que ele tem regularidade, o horário é cumprido integralmente. Você tem segurança, conforto e, sobretudo, uma economia de tempo que se reflete na melhoria da qualidade de vida. Isso vai significar um vetor de desenvolvimento e de integração para a Região Metropolitana de Natal”, declarou o ministro Rogério Marinho.

Um comentário:

  1. Bolsonaro.obrigada por você existir. Melhor presidente do brasil.os brasileiros de bem estão contigo. 🥰🥰🥰🇧🇷🇧🇷🇧🇷💕💕💕💕🙏🙏🙏🙏🙏💯

    ResponderExcluir