Clique aqui

abril 22, 2021

Novo decreto estadual altera toque de recolher para horário das 22h às 5h no RN

3 comentários | Deixe seu comentário.
Fátima Bezerra (PT). Foto: Elisa Elsie

O toque de recolher determinado pelo Governo do Rio Grande do Norte, que antes era das 20h às 6h, de segunda a sábado, e integralmente aos domingos e feriados, será alterado e passará a valer das 22h às 5h. O anúncio da mudança foi feito pela governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT), no Twitter.

Segundo a gestora estadual, o novo decreto a ser publicado deverá ter validade até o dia 12 de maio e traz, entre outras alterações, o toque de recolher para o horário entre 22h e 5h, de segunda a sábado, e continua integral aos domingos e feriados com exceção dos serviços essenciais.

O toque de recolher visa a diminuição do fluxo de pessoas em ruas e espaços públicos, reduzindo, assim, os riscos de aglomerações.

As medidas restritivas em vigor para o enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Rio Grande do Norte têm prazo para encerramento nesta sexta-feira 23.

No decreto publicado no dia 1º de abril, o Governo do Estado autorizou a volta do funcionamento do comércio.

3 comentários:

  1. Isso já virou palhaçada, o Presidente da República sancionou a LEI Nº 14.132, DE 31 DE MARÇO DE 2021 onde visa frear os abusos de autoridades por parte dos governantes de policiais que cessam a liberdade de ir e vir assegurado pela constituição e agora também por essa mesma lei, toque de recolher é um direito assegurado apenas ao presidente da república somente ele pode decretar estado de sítio com o aval do congresso nacional e assim por diante poderia decretar toque de recolher somente nessa hipótese as demais não estão a amparadas pela constituição

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem toda razão meu amigo ,isso já virou palhaçada,essa governadora não tá pensando o bem está da população, muita gente não tem o que comer e nem como conpra remédio pra seus entes queridos ,simplesmente porque não tem trabalho é autônomo ou é dono de um comercial não essencial ou é funcionário de um local assim não acessível, muitos já estão até sem onde mora pois não tem dinheiro pra pagar o aluguel e fora que esse dinheiro que o governo do país não serve para praticamente nada o que se pode fazer com 150 reais hoje em dia ? É um absurdo isso,agora sei que tem muita gente morrendo pela essa maldita doença mas também tem muita gente morrendo de fome ,diabetes ,pressão alta entre outras doenças que necessitam de medicamentos que são comprados pelos mesmos e não recebe do estado .

      Excluir
  2. É um absurdo,fica nessa onda de abrir fecha toda hora ,como o povo vai paga suas contas sem dinheiro,maioria da população trabalha com serviço não essenciais e não tem outra forma de ganho ,como fica a situação dessas pessoas ?os governadores estão se aproveitando da situação para roubar mais ainda os cofres públicos.

    ResponderExcluir