Em mensagem anual na Assembleia, governadora do RN fala de combate à Covid-19 e pede que deputados 'lutem' pela continuidade da vacinação

Por Apodi Agora - fevereiro 02, 2021

O combate à pandemia da Covid-19 foi o tema central da mensagem anual da governadora Fátima Bezerra (PT) lida na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte nesta terça-feira (2), durante a sessão de abertura do ano legislativo de 2021. A governadora ainda pediu que os deputados também atuem na pressão pela continuidade da vacinação contra Covid-19.

O assunto foi citado no momento em que os municípios potiguares encerram a aplicação das doses recebidas nos três primeiros lotes enviados pelo governo federal. Na manhã desta terça-feira (2), Natal começou a aplicação das últimas 600 doses disponíveis. Mais de 23,3 mil pessoas foram vacinadas na capital.

Fátima também falou sobre educação, recursos hídricos e desenvolvimento econômico, entre outras áreas. Outro ponto de destaque foram os concursos na Segurança Pública.

Ainda no início do discurso, ao falar sobre a vacinação contra Covid-19, a governadora criticou "entes federativos" que não estariam cumprindo suas atribuições. "Ainda não as temos (vacinas) em escala suficiente, porque a demanda por elas é global e, infelizmente, nem todos os entes federativos cumprem suas atribuições com a celeridade e a eficiência exigidas pela gravidade do momento", disse, antes de afirmar que o estado se preparou para receber os imunizantes. Veja a mensagem completa aqui.

A governadora ainda afirmou que as vacinas "estão chegando a conta-gotas" e cobrou a inclusão de profissionais de segurança e professores entre os públicos prioritários para a imunização. Ainda conclamou os deputados estaduais a "se somarem à luta" para que o plano nacional de imunização não tenha descontinuidade e acelere a vacinação.

"A vacinação do nosso povo potiguar se deve à vitória de uma frente que une cientistas, jornalistas, parlamentares, sindicatos de trabalhadores, entidades empresariais, religiosas e da sociedade civil. Uma frente ampla contra o negacionismo, o obscurantismo e o anticientificismo que ameaçavam dominar a nação, os estados, as capitais e os rincões. Ao final, a luz da ciência e da luta política nos vacinam contra sombrias políticas de extermínio", declarou.

Ao falar sobre as atribuições do estado, Fátima afirmou que o governo contratou servidores para a saúde e abriu cerca de 600 leitos para pacientes com covid-19 - o que seria equivalente a "seis hospitais de campanha", segundo ela. Também afirmou que, mesmo diante da crise agravada pela pandemia, o estado pagou em dia os salários dos servidores e que vem quitando os atrasados deixados pela gestão anterior.

Ao falar sobre Educação, Fátima afirmou que foi obrigada a fechar as escolas por causa da pandemia, mas disse que a Secretaria de Saúde tem garantido assistência aos alunos. Quando o assunto foi desenvolvimento econômico, a governadora citou programas como o Proadi - que concede incentivo a indústrias e, de acordo com ela, tem surtido efeito na manutenção e criação de empregos. Fátima também falou sobre segurança hídrica e focou na construção da barragem de Oiticica, que é desenvolvida com recursos federais, citando a importância do trabalho dos deputados também nessa área.

Fonte: G1/RN

  • Compartilhar

0 comentários

Rádio Cidade FM 87.9

Rádio Cidade FM 87.9
Clique na imagem