Brumadinho: mais de 2 anos após a tragédia, bombeiros ainda buscam 11 desaparecidos

Por Apodi Agora - fevereiro 14, 2021

Mais de dois anos depois do rompimento da barragem em Brumadinho, que aconteceu em 25 de janeiro de 2019, bombeiros seguem trabalhando diariamente na busca de 11 pessoas desaparecidas. 

O trabalho já envolveu quase 4 mil profissionais, 90 máquinas pesadas, mais de 6.500 horas de ações de busca e salvamento. Não se tem notícias de uma operação dessa no mundo com tantos bombeiros dedicados e por tanto tempo, de acordo com informações da BandNews TV.

A operação incansável já removeu 25% do rejeito que invadiu Brumadinho após a tragédia. E eles seguem à procura para confortar os familiares que ainda não têm notícias de seus parentes.

"Desde o dia 25 de janeiro a gente está em busca de informações e  acompanha o trabalho tanto do Corpo de Bombeiros como da identificação do IML”, explica Natália Oliveira, irmã de uma das pessoas desaparecidas.

A esperança dela está nos homens e mulheres que estão há mais de 750 dias procurando pelas vítimas e se revezando no trabalho, passando uma semana longe da família. “Todo o fato que chega aqui para os militantes envolvidos proporciona mais motivação para que continuemos nas buscas”, explica Allison Almeida, bombeiro militar que chegou ao local momentos depois do rompimento.

O trabalho não é só de quem sai a campo. Em uma sala, é feito todo o planejamento para que as buscas sejam cada vez mais assertivas.

“Nosso sentimento é de esperança, de que nós vamos localizá-los”, diz a bombeira militar Carolina Pontes, que veio de Varginha, do sul de Minas Gerais, e está em um dos três alojamentos da base. “Nós fomos os primeiros a chegar e seremos os últimos a sair”, completa.

Fonte: Band Uol

  • Compartilhar

0 comentários

Rádio Cidade FM 87.9

Rádio Cidade FM 87.9
Clique na imagem