Governo do RN endurece isolamento, fecha orlas e projeta retomada da economia para dia 17

Por Apodi Agora - junho 04, 2020


O Governo do Rio Grande do Norte prorrogou até 16 de junho de 2020 as medidas de saúde para o enfrentamento da Covid-19 adotadas no Estado desde o decreto publicado em 24 de março, exceto as atividades escolares presenciais, que permanecem suspensas até 6 de julho de 2020. A informação consta no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (4).

O documento institui a política de isolamento social rígido para enfrentamento do novo coronavírus no Estado do Rio Grande do Norte, impõe medidas de permanência domiciliar e de proteção de pessoas em grupo de risco, como a vedação da circulação de pessoas em espaços e vias públicas, com exceção para os casos de extrema necessidade.

Recomenda, ainda, a abordagem e controle de circulação de veículos particulares, controle da entrada e saída de pessoas e veículos no município e o fechamento das orlas urbanas.

O decreto também apresenta o cronograma para retomada gradual das atividades econômicas a partir do dia 17 de junho de 2020, mas explica que, para tanto, é necessário a desaceleração da taxa de transmissibilidade da Covid-19 de maneira sustentada e a ocupação dos leitos públicos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) seja inferior a 70%.

Caso os critérios acima sejam atingidos, eerão inicialmente liberadas as atividades que tenham maior capacidade de controle de protocolos, que gerem pouca aglomeração e que se encontram economicamente em situação mais crítica.

A liberação do funcionamento de lojas, estabelecimentos comerciais e espaços de prestação de serviços está condicionada ao cumprimento de protocolos específicos segurança sanitária, como distanciamento social de dois metros e uso de máscaras - medidas preventivas aconselhadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica no Estado do Rio Grande do Norte foi apresentado ao Governo do Estado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte (FECOMERCIO), Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (FAERN) e pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (FETRONOR).

Fonte: Agora RN

  • Compartilhar

0 comentários

Rádio Cidade FM 87.9

Rádio Cidade FM 87.9
Clique na imagem